quinta-feira, 13 de maio de 2010

LISTA DE DEPUTADOS QUE VOTARAM CONTRA O PISO SALARIAL DOS PROFESSORES:VALE LEMBRAR O VALOR DO SALÁRIO DELES!


..DEPUTADOS QUE FORAM CONTRA O PISO SALARIAL




Eu não voto...

No Aécio Neves, no Anastasia, no Serra e em nenhum dos 37 deputados estaduais que votaram contra o piso salarial, uma lei sancionada pelo presidente da república, Lula, que favoreceria todos os profissionais da educação.
Você sabia?? As nossas autoridades consideram inconstitucional o direito do profissional da educação de fazer greve, mas não consideram inconstitucional um ajudante de seviços gerais, em fase de aposentadoria, receber menos que um salário mínimo, quando a constituição brasileira fala que é um ato inconstituional um funcionário receber menos que um salário mínimo. Atualmente, esse salário é comum entre os ajudantes gerais das escolas.
Os professores não tem um piso salarial e sim um teto salarial que não chega ao valor de mil reais contando a maioria com tempo suficiente para aposentadoria , tendo curso superior e pós-graduação. Esse valor inclui benefícios como biênio, quinquênio, pó de giz... Há contra-cheques de alguns desses profissionais no valor de R$850.00. Isso tudo sem contar a falta de condições de trabalho a que são submetido.
Por favor informe-se mais a esse respeito e como cidadão reflita. Este é um ano de eleição. Como está a educação no nosso país, especialmente em nosso estado???

Nome dos 37 deputados da Assembléia Legislativa de Minas Gerais que votaram contra o piso salarial dos professores e auxiliares de serviços da educação:


Inácio Franco [PV],
Jayro Lessa [DEM],
João Leite [PSDB],
JOSÉ HENRIQUE [PMDB],
Lafayette de Andrada [PSDB],
Leonardo Moreira [PSDB],
Marcus Pestana [PSDB],
Mauri Torres [PSDB],
Pinduca Ferreira [PP],
Rômulo Veneroso [PV],
Ruy Muniz [DEM], Este é dos nossos!
Sebastião Costa [PPS],
Eros Biondini [PTB],
Zé Maia [PSDB],
Alencar da Silveira,
Antônio Carlos Arantes [PSC],
Antônio Genaro [PSC],
Arlen Santiago [PTB], Este é dos nossos!
Célio Moreira [PSDB],
Delvito Alves [PTB],
Dilzon Melo [PTB],
Dimas Fabiano [PP],
Dinis Pinheiro [PSDB],
Djalma Diniz [PPS],
Domingos Sávio [PSDB],
Dr.Rinaldo Valério [PSL],
Doutor Ronaldo [PDT],
Doutor Viana [DEM],
Duarte Bechir [PMN],
Elmiro Nascimento [DEM],
Tiago Ulisses [PV],
Fábio Avelar [PSC],
Gil Pereira [PP], Este é dos nossos!
Gustavo Corrêa [DEM],
Luiz Humberto Carneiro [PSDB],
Tenente Lúsio [PDT] e Walter Costa [PMN].

A assembleia dos/as trabalhadores/as em educação da Rede Estadual de Minas Gerais, realizada HOJE (5.5), na Praça da Assembleia Legislativa, em Belo Horizonte/MG, decidiu pela continuidade da greve por TEMPO INDETERMINADO!!Ligue para 08002839191para resolver a situação..

Veja o que Jô Soares, uma da inteligências do nosso país, escreveu a respeito dos professores:

JÔ SOARES, A PROPÓSITO DE SER PROFESSOR…


O material escolar mais barato que existe na praça é o professor!
É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.
Não tem automóvel, é um pobre coitado.
Tem automóvel, chora de “barriga cheia”.
Fala em voz alta, vive gritando.
Fala em tom normal, ninguém escuta.
Não falta ao colégio, é um “Adesivo”.
Precisa faltar, é um “turista”.
Conversa com os outros professores, está “malhando” nos alunos..
Não conversa, é um desligado.
Dá muita matéria, não tem dó do aluno.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.
Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.
Chama a atenção, é um grosso.
Não chama a atenção, não se sabe impor.
A prova é longa, não dá tempo.
A prova é curta, tira as hipóteses do aluno.
Escreve muito, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.
Fala correctamente, ninguém entende.
Fala a “língua” do aluno, não tem vocabulário.
Exige, é rude.
Elogia, é debochado.
O aluno é retido, é perseguição.
O aluno é aprovado, deitou “água-benta”.
É! O professor está sempre errado, mas, se conseguiu ler até aqui, agradeça a ele.


Gente, nós professores de Minas Gerais precisamos do apoio de vcs nessa greve por um salário melhor.

Nos ajude ligando para os seguintes telefones: 08002839191( Ouvidoria Geral) e 08007014255 (Secretaria da Educação), pedindo o nosso piso salarial e a volta dos alunos às aulas.

Contamos com sua ajuda, de seus familiares. conhecidos...afinal quem não tem alguém na família que é ou foi (coitados! eles então qdo aposentam, perdem todos os benefícios...) da área da educação? Repasse o email...

Obrigada!

Rita Deoclides

2 comentários :

  1. Minha cara, favor postar a fonte do projeto.

    Obrigado,

    Bruno.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir